Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cremepimenta

cremepimenta

Sex | 19.02.16

Registar momentos: na memória ou na máquina?

Vivemos numa época em que parece que tudo tem de ficar registado. O avanço tecnológico que colocou nos nossos bolsos máquinas fotográficas e de filmar acessíveis a todos, parece que ditou que toda a nossa vivência deva ser registada em foto/vídeo, sendo que as redes sociais vieram exacerbar esta tendência, com a moda de publicar/partilhar cada momento dos nossos dias.
Quando a Carlota entrou para a pré e teve a sua primeira actuação num Sarau, dei por mim muito preocupada em registar o momento. E embora seja bom voltar àquela gravação, fiquei na altura com a sensação que não tinha aproveitado o momento.
Senti o mesmo nas primeiras actuações que ela fez no âmbito do Hip Hop, acabando por fazer uma opção. Agora, sempre que ela tem uma actuação/apresentação, seja o que for, registo o momento onde realmente importa. Na minha memória e no meu coração. As recordações físicas, vulgo fotografias, tiro-as momentos antes ou logo depois das actuações.
E foi das melhores decisões que tomei até hoje.
Qui | 18.02.16

Do primeiro para o segundo filho

Se ao primeiro filho aprendemos como tomar banho em 5 minutos, ao segundo filho aprimoramos a técnica do banho em 10 segundo.

Ao primeiro filho tendemos a conjugar o verbo complicar. Ao segundo aprendemos (à força) a conjugar o verbo desenrascar.
Qua | 17.02.16

Das nossas conversas

Esta manhã pergunta-me a C.:
- Mãe, hoje vais a algum ginásio?
- Não amor, hoje não.
- Ah, então ficas comigo...[ao mesmo tempo que me abraça]

{Dito assim parece que vou todos os dias ao ginásio, mas voltei apenas a semana passada ao ginásio e só ainda fui a 3 aulas... mas esse assunto fica para outro post...}
Ter | 16.02.16

Nova rubrica: Leis de Murphy da Maternidade

Porque ser mãe (e pai, vá) é uma aventura feita de altos e baixos. De certezas e (muitas) dúvidas.
E porque acho que as Leis de Murphy também se aplicam em muitos aspectos da Maternidade (Paternidade, vá), decidi inaugurar uma nova rubrica aqui no blog (epá, isto dito escrito assim até parece importante...).
Então, cá está, as Leis de Murphy da Maternidade #1*

*Esta é mais dedicada às mães (pais também, vá) de meninas :)
Qui | 11.02.16

"Eu vou sozinha mamã"

Esta é agora a frase mais repetida pela miúda grande lá de casa.


"Eu vou sozinha mamã", diz ela de manhã quando chega à escola.
Diz ao fim do dia quando chega a casa e quer ir sozinha no percurso entre o portão da rua e a porta do prédio enquanto eu estaciono na garagem (quando os avós estão lá em casa claro).
Diz quando chega às aulas de dança...
Está a crescer.
Mas agora aqui a mãe não se importava desta sede de independência para outras coisas simples, como despachar-se a tomar o pequeno-almoço ou  a vestir-se nas manhãs em que estamos com presa e ela decide que tem sono, ou arrumar os brinquedos espalhados, etc, etc, etc...