Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cremepimenta

cremepimenta

Seg | 29.05.17

Faz hoje dois anos...

CremePimenta
...era sexta e eu acordei "esquisita". Apetecia-me tomar o pequeno-almoço à beira mar, mas depois de deixar a miúda na escola e apanhar a minha mãe para companhia, o mal-estar não me deixou chegar perto da praia. Fiquei-me pelo pequeno-almoço no concelho vizinho e regressei a casa para mais um dia típico desde que tinha entrado de baixa: dormitar num percurso que se limitava entre o sofá e a cama e a hora de ir buscar novamente a miúda à escola (que ter a mãe em casa é bom, mas (...)
Qua | 24.05.17

As manhãs são o aquecimento das mães, certo?

CremePimenta
As manhãs! Esse belo tempo em que acordamos, tomamos um banho e de seguida o pequeno-almoço enquanto vamos vendo ou lendo as notícias do mundo...ah espera...afinal não. As manhãs! Aquele momento em que nos zangamos com o despertador/telemóvel/rádio (riscar o que não interessa) ou whatever you use para acordar e, depois de alguns segundos de confusão mental, primeiro sobre que dia da semana é e em qual das camas da casa estamos a acordar, saltamos da cama porque nos lembramos da (...)
Qui | 11.05.17

O marketing para crianças que vira obsessão de adultos

CremePimenta
Já por cá partilhei o meu fascínio pelo marketing. E se há acções que considero serem um tiro ao lado, outras há que acertam em cheio. E aqui introduzo a temática do marketing direccionado às crianças, mas que na verdade, quer atrair os adultos. Nos últimos tempos, os supermercados têm lançado campanhas que apelam às crianças que, inevitavelmente, arrastam os pais. Ele é peluches, miniaturas de produtos do dia-a-dia, cartas, etc e tal. A lista é grande. E se reconheço que (...)
Qua | 03.05.17

Um dia...

CremePimenta
...vais buscar a miúda à avó e percebes que andou de pijama todo o dia. Incluindo na ida ao café. Ontem foi o dia. Agora devo fazer o mea-culpa: ninguém te manda, Mãe Joana, aproveitares para pijama as leggings velhotas herdadas da mais velha em terceira mão para combinar com a camisola de pijama, também ela herdada e já desemparceirada das respectivas calças.
Sex | 28.04.17

O que aprendemos através dos nossos filhos

CremePimenta
Lembra-me o Facebook que, há precisamente 6 anos (!), partilhei o seguinte: Aprendi esta manhã no ZigZag* (programa infantil da RTP2 pra quem não piquinitos), que gastamos menos energia a sorrir do que a franzir as sobrancelhas! Aprendam também... Informação altamente relevante, que achei importante partilhar.   *à altura não havia canal Panda e afins lá por casa :)
Qui | 20.04.17

Do tempo para nós

CremePimenta
Nós mulheres e mães, perdemo-nos muitas vezes de nós mesmas. Com a vida, o trabalho, os filhos, a casa. Eu não sou diferente. Aqui me confesso de que, depois de nascer a minha primeira filha, demorei algum tempo até me lembrar que tinha de cuidar de mim e isso reflectiu-se, por exemplo, no tempo que decorreu sem voltar à minha esteticista do coração (também não cheguei ao ponto de poder pentear os pêlos que costumo arrancar, vá). Mas foi uma lição. Na segunda volta, estava (...)
Ter | 04.04.17

Amor de avó é surdo

CremePimenta
Já todos sabemos que o amor é cego, mas ontem tive a certeza que o amor de avó é também surdo. Miúda acabada de chegar da aula de música e piano, entusiasmada com as canções que está a treinar para tocar no recital futuro. E, abençoada miúda, esforça-se mas, benzá'Deus é desafinada tal como sua mãezinha, minha pessoa*. A carga genética é tramada e de mim herdou também a falta de jeito para o desenho. Ora, comentário da avó: "Ela tem jeito, canta muito bem!" Em defesa (...)
Sex | 31.03.17

DIY* | Os coelhos que nascem de ovos

CremePimenta
Depois de ter andado dois dias a pensar no que me fui meter, em duas noites depois do jantar, eu a C. conseguimos concluir, com êxito a missão. E atendendo a que estamos a um passo das férias da Páscoa, este foi o mote: coelhos e ovos. Embora nunca tenha entendido bem esta ligação, parece que provei que sim, afinal os coelhos podem nascer de ovos :) E como este é um projecto bem giro e (...)
Seg | 27.03.17

Onde me fui meter?

CremePimenta
Sou perita em "me meter" em situações das quais não sei bem como vou sair, mas lá acabo por encontrar uma solução (as prendas handmade são disso exemplo)*. Esta é a Semana da Leitura na escola da C., pelo que, na quinta-feira, vou à sala de aula ler uma história à turma dela. Hoje, quando a fui buscar disse-me o seguinte: "Sabes, as mães que foram hoje ler uma história trouxeram prendas (...)
Seg | 27.03.17

Voltei à infância

CremePimenta
Ontem voltei à minha infância. Voltei a ser uma menina que sonha com castelos e magia, embora prefira sempre o príncipe na sua versão de monstro suave. Sim, onde C. e eu fomos ver a nova versão da Bela e o Monstro. A expectativa era muito - tanto minha como dela - mas o meu entusiasmo deveria ser ainda maior, não fosse A Bela e o Monstro o filme - a par com a Bela Adormecida - aquele que mais vezes vi na sua versão VHS (!) que ainda vive em casa dos meus pais. Li muito sobre o (...)
Sex | 24.03.17

Este mundo assusta-me

CremePimenta
Creio que foi a 11 de Setembro de 2001 que tivemos o primeiro embate com a realidade e percebemos que o mundo que conhecíamos mudou. Além do horror e sofrimento, o terrorismo trouxe até junto da nossa bolha de conforto - que infelizmente não se vive noutras zonas do globo - a incerteza de não sabermos quando alguém que está a nosso lado, seja um vizinho, um conhecido ou simplesmente alguém anónimo que se cruza connosco na rua na azáfama do dia-a-dia, vai desatar a cometer (...)
Sex | 03.02.17

Viajar no tempo...pela roupa

CremePimenta
Uma das mais doces sensações de ser mãe de duas meninas é a partilha de roupas. A par com a vertente económica que, é lógico, é muito relevante, vem uma outra que não estava à espera: a viagem no tempo pela roupa! Ver a Baby C. com muitas das roupas da irmã, é levar-me no tempo, recuar nas memórias e lembrar-me de situações e histórias da C., pequenina, com aquelas mesmas peças de roupa.      
Qua | 30.11.16

18 meses de amor, ou como o tempo nos atropela*

CremePimenta
A Camila faz hoje 18 meses. Ano e meio de Baby C.Ano e meio de amor a dobrar. De multiplicação. És uma tagarela. Falas muito e expressas-te bem. Dizes montes de coisas e já vais ensaiando frases com sentido. Também falas muito na tua linguagem própria que ninguém consegue decifrar é (...)
Qui | 24.11.16

Educar, passar conhecimento, cativar e como a Carlota descobriu Zeca Afonso

CremePimenta
Um dos meus maiores prazeres enquanto mãe, neste processo complexo de educar uma criança, é ensinar, ou melhor passar conhecimento. Sempre gostei de ensinar coisas às minhas filhas. Seja uma música, a coreografia de canções infantis, significados, conceitos... Embora confesse que muitas vezes fico quase sem resposta, este é um desafio que se agiganta na mesma proporção em que os filhos crescem e nos desafiam.Tudo isto para dizer que ontem, sem querer, a minha filha mais velha (...)