Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Creme Pimenta

Seg | 26.02.18

Sou só eu?

Que quando troca vários emails com uma pessoa que não conhece nem nunca viu na vida, ao fim de 4 emails já escreve em tom menos formal, já sorri ao ler a resposta e imagina a pessoa do outro lado como sendo uma amiga?

*sim, eu sei, é estranho, mas só acontece quando o assunto é agradável e a conversa me corre de feição ;)

Seg | 26.02.18

Eu, à hora da sopa

Encontrei na Internet a imagem que resume bem a minha situação por volta da hora da sopa...

kidsandyoutube.jpg

Post de recurso para manter alguma actividade por aqui...

 

Sex | 09.02.18

Hoje deixei um Anjo na escola

Anjo. Foi este o fato escolhido por sôdona C. para fantasia de Carnaval este ano. E foi assim que hoje deixei um Anjo Papudo na escola.

carnaval'18.jpg

Este ano o DIY da mãe limitou-se à auréola, acabada muito poucas horas antes de ter, literalmente, laminado o polegar.

 

*Na foto, a Baby C. - ainda em pijama mas de olhos pintados e purpurinas na cara - que adora fotos e quer ficar sempre em todas!

 

Qua | 07.02.18

O tempo dela(s) e nosso

Nas memórias do Facebook, cruzei-me com um texto que escrevi aqui no blog há 5 anos, mas do qual tenho pena de me ter esquecido este tempo todo. Para reler. Sempre.

Por vezes, em casa, entre um puzzle, uma construção de plasticina, um desenho, uma história ou um qualquer programa infantil de televisão que sou "obrigada" a ver, dou por mim a pensar que tinha muita coisa (de adulto) para fazer em casa.

Mas depois lembro-me que esta fase em que ela quer a minha companhia passa rápido. Muito rápido. Agora não percebemos isso, mas registo de cada vez que alguém que tem filhos "crescidos" me alerta para isso.
E por isso deixo-me estar. Horas se for preciso (ou se for possível), entre um puzzle, uma construção de plasticina, um desenho, uma história ou um qualquer programa infantil de televisão que, de bom grado, permito-me partilhar com a minha filha. Porque ela quer e merece. E eu também.

tempo.png

Confeso que a chegada da mais novo veio confundir esta disponibilidade, mas é essencial que consigamos encontrar nas nossas rotinas este tempo. Para os nossos filhos e para nós.

Seg | 05.02.18

Não subestimes o teu polegar!

Há uns dias tive um incidente doméstico com uma mandolina (podem ver exemplos aqui porque me perguntam muito o que é isso) ao preparar o jantar e basicamente consegui a proeza de criar um dano que terá marcas permanentes - que ainda me recuso a ver para não querer saber - no meu polegar direito.

E só depois tive noção verdadeira da necessidade que temos em usar os nossos polegares. Bem sei que foi esta a aquisição evolutiva que nos permitiu o uso de instrumentos, mas só na falta do seu uso percebemos mesmo a sua importância.

Por tudo isto hoje venho dar-vos um conselho prático: não subestimem o(s) vosso(s) polegar(es). Especialmente aquele da mão dominante.

thump.png